domingo, 31 de janeiro de 2010

Almoço grego

Estas receitas foram tiradas de Le grand livre de la cuisine méditeranéenne, que comprei quando viajei para a França, em 2008. Depois descobri que ele também é vendido no Brasil, traduzido, com capa mole.

Nunca tinha feito nenhuma receita, mas sempre namorava o livro, cujas receitas são divididas por país ou região: Grécia, Turquia, Itália, França, Espanha, África do Norte e Oriente Médio. Um bom panorama da cozinha mediterrânea.

Desta vez, escolhi duas gregas. A primeira é conhecida por aqui como Salada grega. Segundo o livro, esse é um nome genérico; na verdade, ela é uma das muitas receitas de salada servidas na Grécia. Lá, ela chama Salata horiatiki, que significa “salada camponesa”. A segunda é de frango assado com figos... hummmmm, uma delícia!

Adaptei ambas. Na primeira, usei queijo branco no lugar do queijo feta. Ah, até no Acrópoles eles fazem isso, vai! Também acrescentei dill, que tem gosto de comida grega, apesar de não constar na receita do livro. Mas achei que ia bem, e foi. Troquei os 2 pimentões verdes que a receita pedia por ½ pimentão amarelo, pra suavizar.

Fiz meia receita de frango com figos, mas mantive a mesma quantidade de especiarias da receita inteira. Além disso, usei vinho tinto seco no lugar de vinho do Porto. Pecado mortal, eu sei, mas o resultado não deixou nem um pouco a desejar. Et voilà!


SALATA HORIATIKI (Salada grega)
4 porções
1 pepino
4 tomates pequenos ou 3 médios
½ pimentão amarelo
1 cebola roxa fatiada finamente
16 azeitonas pretas
250 g de queijo branco (ou feta, se preferir)
24 folhas (inteiras) de salsinha
12 folhas (inteiras) de hortelã
1 colher (sopa) de dill fresco picado (opcional)
azeite extravirgem (sem miséria)
suco de 1 limão
1 dente de alho ralado, amassado ou muito bem picado

Descasque o pepino, tire as semente e corte em cubinhos. Faça o mesmo com o pimentão. Corte os tomates em 8. Pique o queijo em cubos. Numa saladeira, junte tudo com a cebola fatiada, as azeitonas, a salsinha e a hortelã. Tempere com o alho, o limão e o azeite. Mexa delicadamente e sirva.


KOTOPOULO ME SYKO (Frango com figos)
4 porções
800 g de frango em pedaços (usei só sobrecoxas)
1 colher (sopa) de azeite
6 figos frescos (se não tiver, use 6 figos secos deixados de molho em água quente por 2 horas)
5 dentes de alho inteiros e descascados
1 cebola grande cortada em meias-luas
½ colher (chá) de semente de coentro em pó
½ colher (chá) de cominho em pó
½ colher (chá) de canela em pó
1 pitada de pimenta-caiena
3 folhas de louro
185 ml de vinho do Porto tinto (usei vinho “normal” tinto seco)
1 colher (chá) de raspas de limão
suco de 1 ½ limão
sal e pimenta-do-reino

Preaqueça o forno a 200 ºC. Lave bem os pedaços de frango, seque e tempere com suco de ½ limão, sal e pimenta-do-reino. Esquente bem uma frigideira antiaderente, junte a colher de azeite e frite por 5 minutos, em fogo alto, os pedaços de frango com a pele virada para baixo. Vire e frite por mais 5 minutos.

Num refratário untado com um fio de azeite, ponha os pedaços de frango com a pele para baixo. No meio deles, ajeite os figos inteiros, os dentes de alho, as meias-luas de cebola e as folhas de louro. Salpique tudo com as especiarias e regue com o vinho. Cubra com alumínio e asse por 25 minutos. Depois, tire o alumínio, vire os pedaços de frango com a pele para cima e asse descoberto por mais 20 minutos. Junte o suco e as raspas de limão e asse por mais 15 minutos.

Aqui em casa comemos com arroz branco. É bão que só.

2 comentários:

Márcia disse...

Farei, Larica. No Carnaval. Acompanharei com couscous marroquino e depois de conto o resultado!!!!
Bjs

Márcia Golz disse...

Fiquei doida para fazer esta receita. Gostei de seu blog. Acho que faço amanhã e te conto depois.
Abç
Márcia